As minhas compras
O seu cesto está vazio.
Adicione produtos ao seu cesto.
Os meus favoritos
Não perca os seus favoritos!
para guardá-los e gerir diferentes listas.
(0 artigos)
A lista de produtos favoritos está vazia.
Adicione produtos aos seus favoritos.
A Ponta do Vértice
Favorito
A Ponta do Vértice
Papel
11,00
ComprarComprar
Ebook
5,00
ComprarComprar

Detalhe
Editora:
Chiado Books
Data de publicação:
2022-02-18
Páginas:
142
ISBN:
978-989-37-0769-2
Género:
Poesia
Idioma:
PT
Sinopse

Século XXI, a criticidade aflora no contemporâneo, distante ou perto do marco-zero, ocupando um lugar no tempo onde se desdobram as correntes da crítica literária envolto à apreciação análoga; o mesmo tempo que já foi doutro e do outro neste tempo se desfez para fazer de novo, como em toda fase nova nos pensamentos acelerados, como autópsia sem censuras, embora cheia de delicadezas; assim, suas páginas foram compiladas “Na Ponta do Vértice”.

O que desperta aqui, além da crítica, está no erotismo feito tendência fixa, está na palavra e em tudo aquilo que ela comporta. Por ser o que ascende chamas e enfrenta tempestades, a palavra gera, pare confusões desconflitantes em oceano de caos no centro do equilíbrio. O erotismo declinado nestes versos, torna-os mais o manifesto da linguagem, das informações, da ética despida das apropriadas contravenções que se inventavam aos códigos sociais e beatificados de tempos em tempos, bem como da moral reservada à crítica em seus determinantes.

Da mesma forma que, o imaginário na ciência da linguagem humana, no comportamento repleto de lascividade, sensualidade exagerada e libidinosa, ergue-se um novo fenômeno literário destinado... Eis que o Norte traz poesia transformada do secume das vestes vermelhas, deixou de ser vassalo e passou a ser sujeito, não oculto, como um todo em seu compêndidoexistêncial. Neste chão de letras, notará a poesia ambientada em escopos nada românticos, pois entoa uma nova fase da crítica e do erotismo brasileiro. Cada verso sentido é elevado ao predicado do que transita as barras da sensualidade, justamente, porque está relacionada aos sentidos, as sinestesias; e é vista como tendência dos prazeres da alma e da carne, do amor das coisas ou qualidades sensíveis.

As poesias, nesta obra, têm um charme particular de quem tem um modo próprio de agir e sentir, provocando o interesse de uma leitura mais profunda para desvendar a propensão lascívia.

No ato de decifrar o conteúdo escrito de algo, lembre-se do seu tempo-espaço aqui e agora, mas jamais deixe suas memórias para trás.

Do mesmo autor
Passagem Poética
Favorito
Passagem Poética
Andréia Lara Kmita
16,00
Leituras semelhantes
Presunções de Sapiência & Laivos de Rebeldia - I
Favorito
Presunções de Sapiência & Laivos de Rebeldia - I
Pinto Baptista
16,00
De Poesia em Poesia
Favorito
De Poesia em Poesia
Pedro Henrique dos Reis Ribeiro Couto
17,00
Primeira pessoa do plural
Favorito
Primeira pessoa do plural
Ana Helena Pinto
16,00
A Cidade
Favorito
A Cidade
Barata de Freitas
12,00
Uma Sombra a Dançar
Favorito
Uma Sombra a Dançar
Filipa Taborda
13,00
Os poemas da vida de um adolescente
Favorito
Os poemas da vida de um adolescente
Joana.A Guedes
13,00
Temp(l)o
Favorito
Temp(l)o
A. M. Guerreiro
12,00
Os milhares de cacos do meu coração
Favorito
Os milhares de cacos do meu coração
Nicole Sofia Rossas
14,00
Orbes da Alma
Favorito
Orbes da Alma
Antonio Alves Francisco
14,00
Angola como memória viva - 13 escritoras entre Prosa e Poesia
Favorito
Angola como memória viva - 13 escritoras entre Prosa e Poesia
Carlos Alberto Alves
15,00
Decerto
Favorito
Decerto
J.R.Saramago
17,00
O Caminho das Pedras
Favorito
O Caminho das Pedras
Fátima M. Lopes
12,00
Pague de forma seguraPague de forma segura:
Receba em primeira mão
As nossas ofertas e novidades literárias