As minhas compras
O seu cesto está vazio.
Adicione produtos ao seu cesto.
Os meus favoritos
Não perca os seus favoritos!
para guardá-los e gerir diferentes listas.
(0 artigos)
A lista de produtos favoritos está vazia.
Adicione produtos aos seus favoritos.
O Destino Revelado
Favorito
O Destino Revelado
Papel
17,00
ComprarComprar
Ebook
5,00
ComprarComprar

Detalhe
Editora:
Primeiro Capítulo
Data de publicação:
2024-07-01
Páginas:
280
ISBN:
978-989-37-8003-9
Género:
Ficção
Idioma:
PT
Sinopse

Já nada resta da Jerusalém salpicada de árvores, jardins floridos, sombras aprazíveis, tudo

estava decepado, queimado. Suspirei cansado, entrei na tenda, ajoelhei e tombei para cima

das almofadas espalhadas, afundei-me no sono. As muralhas tornaram-se na prisão dos

judeus e eu prisioneiro do meu sono, de sonhos tingidos de vermelho-sangue, de gritos que

saíam dos corpos magros de fome, de sede e de doenças mórbidas. Sonho com uma realidade

sonhada ou um sonho que é um pesadelo real. A cabeça anda às voltas e arrasta o

pensamento na mesma desordem. Estes distúrbios chegam sempre de noite como os ladrões.

No pesadelo ergo o gládio para duas vacas amarradas, de úberes inchados, espeto-lhes até

esguicharem leite e sangue para o meu rosto, lambo-os com igual prazer até perder o sentido

dos limites do que é humano e rio como um demente, corro pela cidade sem ruas nem

esquinas e grito: Sou o Alba Louco! Subo às casas que já não existem, assomo às janelas

escancaradas sobre o vazio cheio de horrores e sinto-me bem, vencedor, legionário, sou o

centurião Alba Louco! Olho a cidade esventrada, é um campo raso coberto por um manto

negro, compacto, cortado por nuvens de centelhas que esvoaçam ao sabor das labaredas que

enegrecem os escombros, destroços de vidas e entulho de habitações evisceradas. Pedaços

de corpos fumegam atolados numa massa sem cor, exalando um fedor açucarado de carne

humana ressequida, esturricada, preta. Quero saltar do pesadelo para um sonho normal e não

consigo. Quero acordar para outra realidade e ainda menos consigo. Onde está a estúpida da

seta que me atingirá, que me libertará destas evocações-pesadelos?

Do mesmo autor
Os Labirintos de Jesus Ben Panthera
Favorito
Os Labirintos de Jesus Ben Panthera
Carlos Vilela
14,00
Leituras semelhantes
Contos com gente lá dentro
Favorito
Contos com gente lá dentro
Estefânia Barroso
15,00
A morte do Barão
Favorito
A morte do Barão
Altair Maia
12,00
Em Viagem na Dodecaedro 38
Favorito
Em Viagem na Dodecaedro 38
Rui Paulo
17,00
'Ndrinu - operação agonda
Favorito
'Ndrinu - operação agonda
G. N. Tsu
27,00
Dom Baldo de Martim Tirado e o seu Palácio de uma Torre
Favorito
Dom Baldo de Martim Tirado e o seu Palácio de uma Torre
António Júlio Lopes
12,00
PUKO, O DEUS DA VERDADE
Favorito
PUKO, O DEUS DA VERDADE
N'Dá Lussolo
15,00
Histórias para Contar
Favorito
Histórias para Contar
Pedro Veiga
14,00
A justiça do amor vol II
Favorito
A justiça do amor vol II
Telma Nunes
14,00
A Arte de romantizar
Favorito
A Arte de romantizar
Mariana Carvoeiras do Nascimento Pires
13,00
Inverno, entre anjos
Favorito
Inverno, entre anjos
Alexandra Dias
15,00
Juntos até que a morte os separe
Favorito
Juntos até que a morte os separe
Paulo Paca
14,00
Chuva no pulmão
Favorito
Chuva no pulmão
mjValmonte
13,00
Pague de forma seguraPague de forma segura:
Receba em primeira mão
As nossas ofertas e novidades literárias