As minhas compras
O seu cesto está vazio.
Adicione produtos ao seu cesto.
Os meus favoritos
Não perca os seus favoritos!
para guardá-los e gerir diferentes listas.
(0 artigos)
A lista de produtos favoritos está vazia.
Adicione produtos aos seus favoritos.
Poema podre
Favorito
Poema podre
Papel
10,00
ComprarComprar
Ebook
5,00
ComprarComprar

Detalhe
Editora:
Poesia Impossível
Data de publicação:
2023-05-18
Páginas:
122
ISBN:
978-989-37-4478-9
Género:
Poesia
Idioma:
PT
Sinopse

O que levou Fernando Pellisoli a inspirar-se em Ferreira Gullar para escrever seu longo poema? Um desafio? A despreocupação com o julgamento do leitor? Pellisoli, com esta sua mais recente publicação, “apodrece” o que em Gullar é “sujo”? Avaliemos:

“[...] este poema podre imitando Ferreira Gullar/ é filho da mãe ou/ da puta,/ que posou à beira da cama do meu lar.”

“[...] tenho medo/ de perder o meu rumo/ e morrer louco sem nenhuma amplitude,/ pois nem mais maconha eu consumo.”

A constância rítmica é abusadamente ousada. Ou, apenas para impactar, rima poliglota com xoxota – julgue o leitor. De outra parte, encontramos uma vasta poeticidade, magia da palavra e uma inspiração que emocionam e consternam, pois, um dos motivos, é claro, o encanto pelo poeta de São Luís do Maranhão:

“Gigante pela própria natureza este poema homenageia Ferreira Gullar com tanta graça e tanta beleza, no céu infinito, no oceano e no mar, eu vou viver, eu vou cantar...”

Ah cantar, isso o poeta pode e deve! Doente o poeta, a poesia? Doente a sociedade, que provoca desvarios no ser humano em geral, versejador ou não. Por que o poema é sujo ou é podre? E acaso o poema do Gullar fosse limpo? E se o de Pellisoli fosse sadio – teríamos Poesia? Não! Não há poesia no verso previsível, na banalidade, na sanidade. Ave, louca Poesia! Ave, louco poeta! E estamos justos e acertados, no partidor, mas para a leitura deste ótimo livro de Fernando Pellisoli.

ROSSYR BERNY

Escritor, editor, acadêmico, jornalista

Do mesmo autor
Labirintos
Favorito
Labirintos
Fernando Pellisoli
10,00
Sistema Ecomunitarista
Favorito
Sistema Ecomunitarista
Fernando Pellisoli
16,00
O astucioso
Favorito
O astucioso
Fernando Pellisoli
12,00
Miscelânea em versos
Favorito
Miscelânea em versos
Fernando Pellisoli
22,00
O tempo vai passar
Favorito
O tempo vai passar
Fernando Pellisoli
14,00
Libido
Favorito
Libido
Fernando Pellisoli
16,00
Eternidade
Favorito
Eternidade
Fernando Pellisoli
11,00
Vozes
Favorito
Vozes
Fernando Pellisoli
17,00
Gemidos
Favorito
Gemidos
Fernando Pellisoli
17,00
Visão cósmica
Favorito
Visão cósmica
Fernando Pellisoli
13,00
Fé científica
Favorito
Fé científica
Fernando Pellisoli
11,00
Versos curtos
Favorito
Versos curtos
Fernando Pellisoli
15,00
Teatro da Loucura
Favorito
Teatro da Loucura
Fernando Pellisoli
20,00
Austrais
Favorito
Austrais
Fernando Pellisoli
22,00
Contador de fábulas
Favorito
Contador de fábulas
Fernando Pellisoli
10,00
Quadras de amor
Favorito
Quadras de amor
Fernando Pellisoli
15,00
Leituras semelhantes
Eu Gosto de Ti
Favorito
Eu Gosto de Ti
Maria do Carmo Cachulo
12,00
Sim, São Poemas... e nem o céu é o limite!
Favorito
Sim, São Poemas... e nem o céu é o limite!
Nádia Tadeu Miranda
17,00
Homenagem
Favorito
Homenagem
João Tavares
14,00
Carta a minha mãe
Favorito
Carta a minha mãe
Kandonje de Jesus Nascido Bernardo
11,00
Poemas de Amor e da Vida Real
Favorito
Poemas de Amor e da Vida Real
Edilson Buchartts
12,00
Poesia I - Alfa
Favorito
Poesia I - Alfa
Luísa D'Ó
13,00
Poema em Mim – Música do Meu Silêncio
Favorito
Poema em Mim – Música do Meu Silêncio
Sofia Martins
12,00
Primeira pessoa do plural
Favorito
Primeira pessoa do plural
Ana Helena Pinto
16,00
Catrapim!
Favorito
Catrapim!
Dassilva
18,00
Quase poemas de amor
Favorito
Quase poemas de amor
Conceição Taboas
12,00
Resquícios de uma alma ausente
Favorito
Resquícios de uma alma ausente
(n/d)
12,00
De não ser
Favorito
De não ser
(n/d)
12,00
Pague de forma seguraPague de forma segura:
Receba em primeira mão
As nossas ofertas e novidades literárias